Guest  

 
Search: 
Search By: SubjectAbstractAuthorTitleFull-Text

 

Showing 1 through 5 of 9 records.
Pages: Previous - 1 2  - Next
2015 - RSA Annual Meeting Words: 139 words || 
Info
1. Lojkine, Patricia. "Conte abrégé, conte enrichi: La nouvelle donne de la transmission culturelle à l’ère numérique" Paper presented at the annual meeting of the RSA Annual Meeting, Humboldt University of Berlin, Berlin, Germany, <Not Available>. 2019-09-23 <http://citation.allacademic.com/meta/p750969_index.html>
Publication Type: Panel Paper
Abstract: L’exemple de Simon de Hesdin (XIVe s.) nous apprend que traduire (en l’occurrence Valère Maxime) signifie à la fois abréger une matière abondante et l’amplifier par des explications. Les éditeurs du XVIe siècle façonnent également des livres à l’usage d’hommes pressés qui, néanmoins, ont souvent besoin de gloses explicatives. Mutatis mutandis cette problématique se retrouve dans le livre numérique multi-échelles qui présente, sur le modèle du pliage, à la fois une version intégrale et plusieurs types d’enrichissement : 1-l’abréviation du texte à des degrés variables, avec possibilité de zoom in/out entre les strates (ezoombook) ; 2-des compléments au texte : traductions, dérivations littéraires, transpositions dans les arts. La recherche présentée s’intéressera à la transmission culturelle et à la réception d’une série de contes liés au cycle de L’époux monstrueux (Amour et Psyché, Serpentin vert…) dans ce nouvel environnement hypertextuel.

2018 - RSA Words: 132 words || 
Info
2. Pouey-Mounou, Anne-Pascale. "Imiter Rabelais au féminin: portraits de femmes dans les Contes drolatiques" Paper presented at the annual meeting of the RSA, Hilton New Orleans Riverside, New Orleans, Louisiana, <Not Available>. 2019-09-23 <http://citation.allacademic.com/meta/p1294808_index.html>
Publication Type: Panel Paper
Abstract: Au cœur du pastiche que constituent les Contes drolatiques à l’égard de Rabelais et des nouvelles du XVIe siècle, Balzac opère un déplacement notable, qui consiste à faire des figures féminines, ces grandes absentes des récits rabelaisiens, les objets premiers de ses observations. Si l’auteur de la Physiologie du mariage et des Scènes de la vie conjugale disposait pour cela d’autres modèles, déjà bien recensés par la critique, ce choix ne laisse pas, néanmoins, d’engager la forme et l’orientation du pastiche. On se demandera ici en quoi cette réappropriation romantique et cette perspective analytique influent sur le style et la langue du pasticheur, en envisageant notamment l’art du portrait féminin, le travail sur la morphologie lexicale et les jeux flexionnels corollaires, et la magnification des ruses de la séduction et de l’inconvenance.

2010 - International Communication Association Words: 174 words || 
Info
3. Ogawa, Akiko. and Ito, Masaaki. "Toward A New Model of Digital Storytelling Workshops: Media Conté Workshop in Local Communities" Paper presented at the annual meeting of the International Communication Association, Suntec Singapore International Convention & Exhibition Centre, Suntec City, Singapore, <Not Available>. 2019-09-23 <http://citation.allacademic.com/meta/p404646_index.html>
Publication Type: Session Paper
Abstract: In this paper, we introduce Media Conté workshops in which digital storytelling activities are introduced to residents in a city or a neighborhood. Digital storytelling workshop is now practiced around the world in diverse contexts. But in most workshops and research, little attention has been given to the interactive process of story "telling.” Media Conté is a digital storytelling workshop to connect residents in local communities by making daily life stories together. In Media Conté workshop, we focused on story-making. Story-making process in workshops are not individually done, but involves interactive dialogues and questions among the participants. In order to stimulate participants who have not made stories before, we designed story games that can help people find stories and develop them. In addition, we designed the cross-media platform where participants can collaborate with one another in the process of developing digital stories. Workshops have taken place in community organizations, and community media have broadcasted selected digital stories made by the residents. Implications of Media Conté for collaboration and storytelling in local neighborhood are discussed.

2009 - ISA - ABRI JOINT INTERNATIONAL MEETING Words: 206 words || 
Info
4. Carvalho, Evandro. "A Retradução do Direito Internacional: novos conteúdos, novos métodos" Paper presented at the annual meeting of the ISA - ABRI JOINT INTERNATIONAL MEETING, Pontifical Catholic University, Rio de Janeiro Campus (PUC-Rio), Rio de Janeiro, Brazil, Jul 22, 2009 <Not Available>. 2019-09-23 <http://citation.allacademic.com/meta/p381396_index.html>
Publication Type: Conference Paper/Unpublished Manuscript
Abstract: O déficit de legitimidade e eficácia do direito internacional está relacionado à falta de compreensão do mundo que ele próprio pretende regular. Partindo desta hipótese preliminar, o artigo sugere que a força social do discurso jurídico-diplomático depende, cada vez mais, de sua abertura para os variados discursos jurídicos existentes no mundo. Antes ocupado em reduzir a complexidade das relações internacionais a partir de uma estrutura normativa hierarquizada e unificada, o internacionalista vê-se desafiado atualmente em ordenar o múltiplo em uma estrutura normativa em rede e plural. O direito internacional e o direito comparado, abordagens distintas de realização do ideal de unificação do direito, são chamados a dialogar e colaborar entre si. Contudo, a diversidade lingüística e cultural apresenta-se como o primeiro obstáculo para esta integração. É por este motivo que a “tradução” torna-se o signo que deve orientar as discussões metodológicas e teóricas que se dedicam a superar o déficit de legitimidade e eficácia do direito internacional. Trata-se de desenvolver uma competência semiótica outrora ignorada pelos estudiosos das relações jurídicas internacionais. As diversas percepções sobre “direito” e sobre “mundo” convida-nos a discutir a pertinência de um projeto de ressignifação do vocabulário do direito internacional capaz de adaptá-lo às exigências de um mundo marcado pela diversidade cultural.

2014 - SASE Annual Conference Pages: unavailable || Words: 8956 words || 
Info
5. dos Santos, Vinícius. and Monsueto, Sandro Eduardo. "Análise dos Determinantes Salariais dos Profissionais Brasileiros Produtores de Conteúdo Musical – Uma Visão Pela Teoria da Cauda Longa" Paper presented at the annual meeting of the SASE Annual Conference, Northwestern University and the University of Chicago, Chicago, IL USA, Jul 10, 2014 Online <APPLICATION/PDF>. 2019-09-23 <http://citation.allacademic.com/meta/p730052_index.html>
Publication Type: Conference Paper/Unpublished Manuscript
Review Method: Peer Reviewed
Abstract: A atividade de produção musical é considerada um dos elos fundamentais de toda a cadeia dos negócios criativos. Isso decorre da participação direta ou indireta do produto fonográfico em diversas outras atividades, tais como cinema, teatro, performances artísticas ao vivo, programas televisivos e radiofônicos, publicidade, etc. Segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Discos, o volume mundial de negócios relacionados à produção musical movimentou em 2005 US$ 33,5 bilhões, desconsiderando-se receitas de apresentações ao vivo e outras provenientes de direitos autorais. Contudo, pouco se tem estudado sobre o mercado de trabalho dos produtores de conteúdo musical em meio às atuais transformações desta indústria, principalmente com a expansão dos mercados alternativos de nicho. Mais especificamente, faltam estudos que analisem a determinação dos salários destes trabalhadores e se existem diferenças significativas entre os produtores de conteúdo de nichos e os envolvidos na dinâmica tradicional dos hits.
Este trabalho objetiva analisar os determinantes dos salários dos produtores de conteúdo musical, os diferenciando com base na teoria da Cauda Longa (Anderson, 2006). Segundo a teoria, o mercado musical pode ser divido em dois: o mercado de hits e os mercados de nicho. Estes últimos tornaram-se economicamente viáveis após os avanços observados em informática e tecnologia de informação. Pressupõe-se que os trabalhadores mais bem remunerados são atuantes nos mercados de hits, já que este movimenta grande quantidade de recursos na tentativa de viabilizar a venda de seus poucos produtos massificados. Já os trabalhadores menos remunerados, devem atuar nos nichos, onde os investimentos são menores. Para representar a formação de salários em cada um destes grupos, é estimado um conjunto de regressões quantílicas sobre os dados da PNAD.
Um fato que chama atenção nos resultados é a inversão observada em relação ao papel dos tipos de contratos de trabalho utilizados no ambiente de produção de conteúdo musical. Enquanto a literatura sobre o mercado de trabalho brasileiro indica que profissionais que possuem contratos formais de trabalho obtém maiores salários, para o mercado produtor de conteúdo musical ocorre o contrário em algumas situações. Nos quantis mais elevados, ou seja, no mercado de hits, o fato de o trabalhador não ser formalmente contratado resulta no recebimento de melhores salários. Isso é observado com mais relevância para as situações de auto-emprego, que apresenta um alto valor para o parâmetro que mede esta condição para os trabalhadores 10% melhor remunerados. Dessa forma, não possuir vínculos empregatícios formais pode constituir uma estratégia para os trabalhadores deste setor, uma vez que essa flexibilidade adequa-se muito bem às características de sazonalidade e intermitência do mercado produtor de conteúdo musical.
Conclui-se que os determinantes dos salários dos profissionais atuantes no mercado produtor de conteúdo musical não exercem a mesma influência entre os trabalhadores melhor remunerados, situados, por hipótese, na “cabeça” da curva descrita por Anderson (2006), ou seja, no mercado de hits, e os trabalhadores que experimentam menor remuneração pelo seu trabalho, atuantes nos mercados de nicho, localizado sob a “cauda” da curva que relaciona a procura pelos produtos musicais e sua popularidade.

Pages: Previous - 1 2  - Next

©2019 All Academic, Inc.   |   All Academic Privacy Policy